quinta-feira, 10 de abril de 2014

UMA GALINHA DE CALÇA ARRIADA: VOCÊS NÃO VIRAM NADA, MENINOS!

Meus amigos e minhas amigas, por mais que eu tente acreditar que a estupidez de certos seres humanos tem limite, me vem um ser com a cara de pau corrompida pelos cupins da hipocrisia me surpreender com nova façanha de uma de suas incontáveis facetas.
Um imbecil metido a intelectulóide (aglutinação de intelectual+debilóide) de palavras rebuscadas, capacidade laboral duvidosa, mas de caráter que não deixa dúvidas que lhe falta. Uma criatura tão inconformada com sua pequenice que busca na ofensa, no xingamento, no preconceito e principalmente, na hipocrisia, chamar para si alguma atenção.
De tanto citar meu nome nas porcarias que escreve na internet, de tanto usar palavrões para definir aqueles que não concordam com suas “verborragias”, resolvi dar-lhe um pouco de atenção, pois quem sabe assim lhe acalme o fogo que lhe consome as partes.
A criatura suja o nome dos evangélicos com a pratica de sua doutrina de hipocrisia, por escrever xingamentos por uma faceta e em outra “posar de evangelizador”.
Num blog cita versículos da bíblia, fala de Jesus e de paz e em outro põe textos com palavras de baixíssimo calão, chama de idiota e trata com preconceito pessoas que não escreve com o mesmo rebuscamento inútil que ele.
Afinal de que lado está, nobre “Sancho Pança”, és santo ou és demônio?
É tão limitado e sem confiança que pediu as contas da prefeitura, assim que seu “prefeito pelo qual não morria de amores era só uma paixão mesmo” foi varrido de lá pelas urnas. Jamais acreditou que de certa forma pudesse ser “aproveitado” já que era concursado e não poderia ser demitido, preferiu o desemprego a trabalhar de verdade, ou encarar novos superiores. Talvez pelo fato de que seus novos superiores não admitiriam que ele praticasse os atos obscenos que costumava fazer quando ficava sozinho no setor, sendo inclusive surpreendido por colegas, quando soltava um constrangedor e revelador:  “Vocês não viram nada, hein, meninos!”
Falta de vergonha na cara deslavada de pau. Posar de evangélico sério, posar de intelectual, mas, ser flagrado com as calças arriadas no setor enquanto seus colegas trabalhavam em eventos, tsc, tsc, isso não pode, né produção?!