terça-feira, 1 de outubro de 2013

E AS MÁSCARAS COMEÇAM A DESABAR...


Meus amigos e minhas amigas, as máscaras começam a cair em nossa cidade.
Foram objetos de acusação, dos golpistas de plantão, duas notas fiscais que seriam supostas provas de superfaturamento e falta de entrega na compra de carne para a merenda escolar, porém, as referidas notas jamais chegaram até a contabilidade da prefeitura, portanto, jamais foram pagas. Ora, bolas, se não foram pagas, ou ao menos apreciadas pela Secretaria de Administração e Finanças, como pode ter havido superfaturamento ou a não entrega dos produtos?
O "X da Questão" está em, por quê houve essa falsa denúncia? Qual o verdadeiro objetivo dos acusadores? Será que esses mártires realmente querem o bem do povo ou como Chapolins Colorados, são "sub-heróis" atrapalhados que necessitam criar demanda para que aflore seu espírito protetor? E a frustração bate doída.
São tantas perguntas, mas uma só resposta. Não.
Há muito mais mistérios entre acusações e provas do que sonham os incautos Chapolins. 
Eles supunham que havia irregularidades.
Eles supõem que as notas foram pagas e os produtos não foram entregues.
Eles suporão que o golpe dará certo.
Eles só não supunham e contavam com a astúcia do povo.
É muita suposição...
Sinceramente, se eu fosse um dos que sopraram e postaram aos quatro cantos sobre desvio de verba da merenda das crianças, pensaria seriamente em consultar um advogado.